Atendimento especializado é ofertado na Capital para as vítimas da exploração sexual

Profissionais atuantes na Rede Aquarela, da Prefeitura de Fortaleza, narram histórias de exploração de crianças e adolescentes; em um caso, houve conivência da mãe para que ocorresse o abuso da própria filha