Unidades de saúde recém-construídas no interior estão abandonadas

Erguidas nos últimos dois anos, muitas não foram sequer inauguradas após a conclusão das obras. Além do desperdício do dinheiro público, estes equipamentos poderiam ampliar a oferta de atendimento