Prefeito justifica fraudes para fechar hospital