Justiça permite que adolescente registre os nomes do pai e do padrasto na certidão de nascimento

Decisão foi proferida nesta quarta-feira (24) por uma juíza da 2ª Vara da Comarca do município de Itapajé