Atraso nas obras do Centro Cultural Mestre Noza prejudica artesãos

A principal queixa é que o local provisório não tem visibilidade. Atualmente paralisadas, as obras da sede, orçadas em R$ 241 mil, foram iniciadas em maio de 2018 e deveriam ter sido concluídas em outubro passado