Paulo César Norões: Que seja pelo menos um gestor eficiente