Paulo Cesar Norões: Equilíbrio de Moro arrefece audiência