Toffoli recua e anula decisão que dava acesso a dados de 600 mil pessoas

Presidente do STF tinha sido criticado por membros do Ministério Público e congressistas