Porteiro afirmou que suspeito de matar Marielle pediu para ir à casa de Bolsonaro, diz TV

Segundo o Jornal Nacional, o livro de visitantes aponta que, às 17h10, Élcio Queiroz informou que iria à casa de número 58, do então deputado Jair Bolsonaro. O porteiro teria acompanhado por câmeras a movimentação do carro no condomínio e que Élcio se dirigiu à casa 66, onde mora Lessa