Justiça confirma que dirigentes de associações militares não devem se reunir ou mobilizar greve

Desembargador manteve a decisão da primeira instância