Bolsonaro desvia sobre conta de luz em igrejas e se irrita com menção a Queiroz

Pela minuta de decreto em estudo no governo, os templos passariam a pagar no horário de ponta, quando há maior consumo, tarifas iguais às cobradas durante o dia, ou seja, mais baratas