Após recuo do Senado, Câmara avalia sob pressão projeto que afrouxa regras eleitorais

O que for aprovado segue para sanção ou veto do presidente Jair Bolsonaro, que tem até 15 dias úteis para tomar uma decisão