Advogados de Lula formalizam pedido para que o ex-presidente deixe prisão após decisão do STF

 O plenário do STF decidiu, com placar apertado de 6 votos a 5, que um condenado só pode ser preso após o trânsito em julgado