Gasto milionário com substitutos de defensores é incógnita no Ceará

Segundo dados do Diário da Justiça, o Estado desembolsou pelo menos R$ 2,3 milhões com os chamados advogados dativos no ano passado. O valor, porém, pode ser ainda maior, já que falta mais transparência em relação aos custos