Eduardo Bolsonaro defende AI-5 e depois recua

Após repercussão negativa, filho do presidente pede desculpas e nega que medida para reprimir opositores esteja em estudo