Pressionado, ministro da Saúde acena para relaxar confinamento

Alvo de rumores de demissão, Luiz Henrique Mandetta alinha seu discurso ao do presidente Bolsonaro, que minimiza a gravidade de pandemia, sinalizando colocar em quarentena apenas idosos e pessoas com outras doenças