Ministro da Educação não descarta novos cortes e bloqueios na pasta

O MEC sofreu congelamento de R$ 7,4 bilhões; o ministro Abraham Weintraub tem insistido que o descongelamento desses recursos depende da aprovação da reforma da Previdência