Miliciano ligado a Fabrício Queiroz morre em confronto com a polícia na Bahia

Adriano Nóbrega é apontado como chefe do Escritório do Crime, um grupo de assassinos de aluguel do estado do Rio de Janeiro, investigado por uma suposta ligação com o assassinato da vereadora Marielle Franco