Bolsonaro diz que vai recorrer da decisão que inocentou Adélio

O presidente disse ainda que tem convicção de que Adélio foi contratado para assassiná-lo e que, se preciso, vai pagar para que seja feita uma nova avaliação psicológica no acusado