Anistia Internacional vê risco de tortura em internação forçada de dependente química

Diretora Jurema Werneck diz que a abordagem da abstinência abre espaço para violações dos direitos humanos