Editorial: Violência e modernidade