Editorial: O remédio é a educação