Editorial: Necessidade e prudência