Supremo sinaliza maior correção para precatórios

Processos judiciais contra órgãos públicos que ainda não foram concluídos devem ter todos os valores atrasados corrigidos pelo IPCA-E, segundo votação de ministros do STF