'Sem equilíbrio fiscal, consumo segue limitado'

Empresa varejista espera uma sinalização mais clara das medidas de equilíbrio fiscal trazidas pela reforma da Previdência, quando for aprovada