Se houver denúncia, INSS vai convocar segurado

A intenção é fiscalizar, em caso de suspeita de irregularidade, beneficiários que hoje não têm que passar por revisão periódica do benefício, como pessoas com mais de 60 anos ou com HIV/Aids