Retomar obras destrava até R$ 144 bilhões

Segundo levantamento do Tribunal de Contas da União (TCU), os "esqueletos" correspondem a 14 mil obras paralisadas em todo o País, 37,5% dos empreendimentos analisados pelo órgão