Planos de saúde individuais ou familiares serão reajustados em até 7,35%

Operadoras não poderão aplicar percentual acima do índice máximo definido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)