Perdas do comércio voltam a crescer

As perdas corresponderam a R$ 21,5 bilhões das vendas do comércio restrito, que não inclui veículos e materiais de construção