Intenção de consumo das famílias cai pelo segundo mês consecutivo

O desemprego, a taxa de juros e a recuperação lenta da economia revelam que as famílias brasileiras estão com maior cautela para consumir, segundo o presidente da CNC, José Roberto Tadros