Hub marítimo depende de novas rotas e ampliação de retroárea

O acesso a um grande número de rotas marítimas pode definir se o Porto do Pecém será um hub de cargas para as regiões Norte e Nordeste ou até mesmo para a América do Sul, avalia especialista