Egídio Serpa: Com tecnologia ceará cresce