Egídio Serpa: Inadimplente? Venda um pouco do que tem