Avanço de gastos com pessoal ameaça saúde fiscal a longo prazo

Levantamento aponta que, somente em 2018, as despesas com servidores ativos e inativos no Ceará cresceram 10,6%. Para especialistas, a migração de ativos para inativos ainda é modesta, mas deve aumentar em cinco anos