Papa Francisco lançará na próxima quarta, 12, a esperada exortação apostólica sobre a Amazônia

Considerado um dos pontos mais controversos aprovados, a possível ordenação de homens com família constituída e estável com a autorização para celebrar os sacramentos na Amazônia poderia desencadear um cisma com os defensores do celibato