Não há diplomacia possível com governo que destrói Amazônia, avalia especialista

Samuel Leré, da Fundação Nicolas Hulot, referência na França em ambiente e globalização, diz que Bolsonaro erra ao sustentar que as queimadas na floresta são uma questão estritamente brasileira e ao rechaçar comentários de líderes estrangeiros