Milhares de indígenas chegam ao centro militarizado de Quito

Indígenas, trabalhadores e estudantes aprofundaram seus protestos