Herdeira se declara culpada em escândalo de escravas sexuais nos EUA

Clare Bronfman integrava a direção de uma seita que escravizava mulheres