Fernández defende aborto e diz que pretende 'colocar fim à hipocrisia' na Argentina

Afirmou que considera o aborto uma questão de saúde pública e que sempre foi sua posição "a de que não se deve punir a mulher como se estivesse cometendo um delito e de que o Estado deve garantir o pleno acesso ao aborto em condições seguras"