Brasil cobra mais ação do Brics sobre crise na Venezuela

Enquanto Jair Bolsonaro reconhece o opositor Juan Guaidó como presidente interino e faz oposição ao regime chavista, China, Rússia, Índia e África do Sul veem como legítima a eleição do presidente Nicolás Maduro