Boris Johnson é acusado na Suprema Corte de ser 'o pai das mentiras'

Suprema Corte analisa desde a terça-feira se a decisão de Johnson de suspender o trabalho parlamentar até 14 de outubro foi legal