Bolsonaro recebe credenciais de embaixadora indicada por Guaidó

Contrários à decisão, a avaliação dos militares no Planalto é que, ao entregar cartas credenciais a uma representante da oposição, o presidente brasileiro envia uma "provocação desnecessária" a Nicolás Maduro