Judeus ultraortodoxos atacam mulheres que desejam rezar no Muro das Lamentações

Organização Mulheres do Muro defende o direito de ler a Torá em voz alta no local sagrado