O nomadismo de ser LGBT em Fortaleza