Criminalização da LGBTfobia: o que realmente muda?

Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu enquadrar agressões a pessoas LGBTI+ no crime de racismo, enquanto Legislativo não vota normas específicas; decisão tem gerado polêmica sobre "liberdade religiosa"