Com usuários ativos, 1,8 mil telefones públicos restam na Capital

Em 2009, quantidade de aparelhos ultrapassava 21 mil em Fortaleza e 50 mil em todo o Ceará, mas dispositivos foram gradualmente desinstalados pelas operadoras; comunidades seguem utilizando e zelando pelos "orelhões"