A educação dos “puxadinhos”