Matéria-910464

A nova Sesporte

Como jornalista que milita há 50 anos no esporte, e como presidente da Federação Cearense de Futebol de Salão (FCFS), deste a tarde de 2ª feira perguntam o que achei da saída de Ferruccio e da entrada de Gony Arruda na Sesporte. Desde que esta secretaria foi instituída, por ela passaram nomes que deixaram ali a marca das realizações:

André Figueiredo, Lúcio Bonfim, Guedes Neto do Ceará e por último Ferruccio Feitosa, este uma máquina a serviço do bem público. Sua ida para uma supersecretaria premia o esforço de um devotado homem público, amigo pessoal do governador e comprometido com o projeto político-administrativo de Cid e de seu grupo.

A chegada de Gony

O que posso informar sobre o novo titular da Secretaria do Esporte do Estado (Sesporte), Gony Arruda, é que ele é do ramo. Ele é do esporte. E tem competência. Torcedor ardoroso do Clube de Regatas do Flamengo, por ter tido sua infância no Rio de Janeiro, o jovem parlamentar é um homem de vida limpa na política e no esporte e que muito poderá fazer pelo desporto.

O secretário e o técnico

Em sua estada em Fortaleza, o técnico da Seleção Brasileira de Futebol Mano Menezes, que veio para a Festa das Personalidades do Sérgio Ponte, esteve com o secretário Municipal do Esporte e Lazer, Evaldo Lima, que realiza grande gestão à frente da Secel. Aliás, Evaldo está envidando esforços para que o Estádio Presidente Vargas esteja com suas obras de reforma e requalificação concluídas em breve. O novo PV já está com cerca de 90% dessas obras de reforma concluídas.

Gony II

Insisto, com minha experiência de dirigente de que a criação de uma Lei Estadual (ideia do presidente da FCV José Virgílio) ligada ao ICMS e que abata impostos das empresas para o esporte deve ser a principal saída. Gony sabe das coisas. Desejemos a ele um Feliz Ano Novo e que a Sesporte não pare. Não esquecer: ele é atleta (surfista) e o primeiro cearense a pedir a Copa do Mundo para o nosso Estado.

O Hapvida

Sou cliente da Unimed e com orgulho. Tenho ali grandes amigos, a começar pelo dirigente maior Mairton Lucena. Acolho aqui alguns "releases" que me chegam e vibro com sua participação no esporte. Li na coluna do Egídio Serpa, aqui no Diário do Nordeste, que o Hapvida alcançou este ano a marca de 915 mil usuários espalhados pelas regiões Norte e Nordeste.

Liderança

Com esse vultoso número de usuários, o grupo Hapvida lidera o setor. E no ranking nacional está na 4ª posição. Pena que uma marca tão forte não invista com mais agressividade no marketing do esporte. O Hapvida é uma marca simpática e agregaria ainda mais valores se o mesmo se dispusesse a apoiar iniciativas ligadas aos esportes coletivos na área amadorista.