G-4 escapa das mãos do Ceará