Matéria-1185775

Como se preparar para o Enem 2012

São dois dias de prova, compostas de quatro testes de 180 questões no total e uma redação. Pesado? Esse é o perfil atual do Enem, passaporte de muitos jovens para a universidade. O exame se aproxima e uma turma fala à TeenAge como está a preparação

Raiana Alves passou no vestibular graças ao Enem. Ela compartilha a experiência e dá dicas para quem vai fazer a prova pela primeira vez fotos: lucas de menezes

Enquanto a estudante Lorenna Leal, 16, está hiper ansiosa com sua primeira experiência no Enem, o amigo Rodrigo Braga, 17, se mostra mais tranquilo. O rapaz já encarou o teste ano passado e, mesmo "não sendo para valer", já teve a chance de tentar administrar o tempo de resolução dos testes e aprender o segredo para resolver 90 questões em 4h30min. No segundo dia de prova são 5h30, por conta do acréscimo dado para a elaboração da Redação.

O rapaz, que pretende cursar Engenharia Civil, defende que o segredo de tudo é "manter a calma". "Não adianta expectativa demais. É preciso ficar tranquilo e, antes da prova, ´dar o gás´ nos estudos", garante.

E "dar o gás" significa renunciar a alguns programas com amigos, shows e até viagens, para mergulhar de cabeça nos livros, apostilas, resumos, cadernos..., enfim!

"Normalmente eu estudo quatro horas à tarde e mais três horas à noite, fora os dias que tenho aulas no período noturno. Os alunos que desejam ingressar nos cursos mais concorridos precisam ter disciplina e se adaptar a uma rotina de estudos pesada", ensina Rodrigo.

Lorenna concorda com o companheiro de turma, ainda mais porque está se preparando para realizar o seu sonho de fazer faculdade de Medicina. "Confesso que estou bastante ansiosa, afinal, é uma decisão de vida que está em jogo. O ano de pré-vestibular certamente não é fácil. É um período de muitas renúncias e escolhas decisivas. Você tem que se dedicar bastante, se preparar para enfrentar a concorrência, ter muito pulso para aguentar a pressão da família, do colégio e de todos à sua volta que cobram um bom resultado. Mas acho que o Enem é uma iniciativa interessante", observa a jovem.

Os amigos Lorenna Leal e Rodrigo Braga estão tentando manter a calma e dar o máximo nos estudos

O professor de Química Maikell Victor, 34, tem 16 anos de experiência no ensino Pré-Vestibular e concorda com Lorenna quanto à importância da parte psicológica para enfrentar o Enem.

Para ele, a família deve se envolver com os interesses e angústias do jovem que está em ano de preparação para entrar na universidade. E alerta: pressão demais só prejudica (veja box ao lado).

Fora que, às vezes, o próprio estudante é quem se cobra demais, o que é uma tortura! "Sempre digo aos meus alunos: vocês precisam ter consciência de que ninguém sabe de tudo e de que nem precisa saber de tudo para passar", acrescenta o professor.

Experiência feliz

Raiana Alves, 20, atualmente cursa Engenharia Mecânica graças ao Enem. "Em 2009, eu passei em duas universidades. Na que escolhi, Universidade Federal São João Del-Rei (UFSJ), a maior parte das vagas era ofertada por vestibular, mas havia seis vagas destinadas ao Enem - quatro para cotas e duas para ampla concorrência. Entrei por uma dessas duas vagas pelo Enem. Daí digo sempre que para mim foi essencial, pois não tive que fazer vestibular nesta universidade, apenas o Exame Nacional do Ensino Médio foi suficiente".

A garota lembra da experiência como se tivesse sido ontem e conta que, antes, em 2008, já havia se submetido à prova só para ver como era. Na época, no entanto, o Enem não era utilizado pelas universidades como critério de admissão e ainda tinha outro formato - composto por 63 questões, sem articulação direta com o que é abordado no Ensino Médio.

Para Raiana, que viveu a mudança de um tipo de teste para o outro, o grande benefício da reformulação foi permitir o maior acesso ao Ensino Superior.

"A primeira prova não era seletiva. Com a reforma, melhorou o acesso às universidades porque o exame passou a ser usado como critério de avaliação. Essa é a grande vantagem do segundo Enem, permitir entrar em universidades de qualquer lugar do Brasil sem que o estudante tenha necessariamente que viajar pra fazer o vestibular dessa universidade. Eu entrei na UFSJ sem nunca ter conhecido São João Del Rei", conta.

No começo deste ano, após cursar quatro semestres de Engenharia Mecânica em São João Del Rei, Raiana conseguiu transferência para estudar em Fortaleza. E ela dá dicas para quem é "marinheiro de primeira viagem" na avaliação.

"Estude muito; pegue as provas anteriores e faça-as como teste; esteja sempre atualizado com o que acontece no mundo, por isso, leia revistas, jornais e livros. Afinal, quem lê muito, escreve bem e isso é importante para a redação. Não estude no dia anterior, tire o dia para relaxar. As provas do Enem são muito longas e é essencial estar tranquilo e descansado para ter pique. Fique calmo e controle seu tempo. Não perca muita energia em uma única questão. Deixe os últimos 30 minutos para preencher o gabarito. Faça a redação antes das outras provas, assim, você vai estar mais tranquilo".

Fascículos no Diário

O Enem 2012 acontece nos dias 3 e 4 de novembro. Para se preparar, não percam os fascículos do "Diário do Nordeste no Enem", todas as segundas, no jornal Diário do Nordeste. Saiba mais em hotsite.diariodonordeste.com.br/enem e no blog da TeenAge: blogs.diariodonordeste.com.br/teenage

Dicas Para se preparar

Professor Maikell Victor, 16 anos de experiência com o Pré-Vestibular

Na reta final de preparação para o Enem, os alunos devem se concentrar nos assuntos mais prováveis em cada área de conhecimento. Assim, podem otimizar a revisão, não esquecendo de praticar muito a Redação.

Quando se tem muitos assuntos para estudar e pouco tempo, o melhor modo é resolver exercícios. Aproveite para solucionar as últimas provas do Enem e, assim, se familiarizar com o teste.

Muitas questões das provas são do tipo interpretação, exigindo do aluno uma boa experiência de leitura. Ser um ótimo leitor ajuda bastante.

A prova já está sendo rodada desde agosto. Portanto, os assuntos de atualidades são apenas até esse período. Alguns temas que foram destaques no primeiro semestre e que podem ser cobrados são Novo Código Florestal, Rio+20 e Olimpíadas.

O tempo de estudo é muito relativo. Cada um sabe o tamanho do seu sonho e o quanto deve estudar. O mais importante não é a quantidade e sim a qualidade. Pesquisas indicam que o aprendizado é mais eficiente em períodos de 50 minutos com um intervalo de 10 minutos para descanso.

A preparação para a prova envolve toda a família, sendo essencial tomar cuidado especial com o nível de pressão ao qual os alunos são submetidos. A parte psicológica é decisiva. O estudante precisa ter consciência de que ninguém sabe de tudo.

Conhecer o local de prova no dia anterior ao Enem é aconselhável para que o aluno possa saber como se vestir adequadamente de acordo com a temperatura da sala, além de evitar imprevistos e atrasos.

É necessário ter cuidado especial com a alimentação do dia anterior (comidas leves e o de costume devem integrar o cardápio). Como a prova é longa, procure levar um pouco de água e algo que seja fácil de comer enquanto a realiza (chocolate, barra de cereal ou uma fruta ).

Deixe os documentos separados já no dia anterior do exame. Lembre-se de levar mais de uma caneta preta transparente, pois alguma pode falhar.

Vá à prova confiante, mas com humildade e concentração para não perder questões fáceis ou errar o gabarito. Durante o teste, atenção total que, no fim, vai dar tudo certo.